Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2012
"(...) Eu sou feliz demais quando um cara solta uma cantada ridícula pro meu lado, mas também sou triste demais porque essas idiotices me lembram você. Não era o loiro dos olhos verdes ou o moreno dos olhos-cor-de-mel que eu queria, era o par de olhos castanhos escuros e o corte de cabelo baixo que você tem. Juro que até abriria mão do ruivo de olhos azuis em troca da sua risada solta. O problema não é ser feliz, o problema é que qualquer tipo de felicidade me lembra a nossa. E qualquer indicio de risada me lembra a época em que eu sorria fácil ao seu lado. (...) Eu sofro porque tenho todos os motivos do mundo pra ser feliz, mas nenhum deles é o bastante. Eu poderia escolher mil e um caminhos diferentes pra trilhar ao lado de mil e uma outras pessoas diferentes e mais bem vestidas do que você, mas nenhum deles é tão bom quanto o esburacado e árduo caminho que era estar ao seu lado. (...) O mundo é monótono e vazio e cheio de poluição visível na tua ausência. Em um segu…

"A gente nunca sabe de quem vai gostar"

Gosto de poesias. Gosto muito, é verdade. Gosto de música calminha de vez em quando, dançar algo juntinho, assistir filmes românticos e imaginar como seria se fosse comigo. Sou apaixonada pelo amor de antigamente, sabe? Por pessoas que falam baixo, que gostam de música boa, que citam livros, pessoas inteligentes. Sabe essa gente que parece que saiu de um filme? Então! Sou apaixonada por elas. Mas às vezes quem nos encanta é aquele que fala alto, que ri o tempo todo, que faz piadas ao invés de poesias. Não nos faz sentir como se vivêssemos em um filme não, ao contrário, faz nos sentir cada vez mais real.