Pular para o conteúdo principal

I.

Você me quis com desejo e ternura, com suavidade e fervor. Sua voz aquece o meu coração, arrepia a minha pele e as partes secretas do meu corpo. Você me invade e eu sinto medo, mas encontro segurança no teu perigo. Eu me protejo com medo de que teus doces beijos se tornem tóxicos. Mas, como podem lábios tão cuidadosos me ferir? Talvez você me proteja melhor do que eu mesma.
Solto as minhas correntes e me enlaço em você. Permito que você entre, de mansinho. Passeie pelos sinais do meu corpo, caminhe por minhas curvas e esquinas com teus lábios. De olhos fechados, sinto o seu toque quente em minha pele fria. Iremos ferver juntos, sim, ao som dos nossos suspiros.
No fim, deitarei em seu corpo e dormirei em paz, na segurança do seu lar. Eu aceitarei a felicidade que você tiver para me oferecer, encolhida em seus braços - e me acalmo com seus dedos enrolados em meu cabelo.
(...)

Comentários